logo

O marketing digital maximiza os lucros e divulga a empresa com eficiência para o seu público-alvo.

Conheça os nossos serviços:

Criação de Sites

Domínios e Hospedagem

Publicação e Geolocalização

Anúncios Online

Contato AZ Sites
Para mais informações, entre em contato conosco e tire suas dúvidas. Estamos à disposição.

(11) 4693-3799

atendimento@azsites.com.br

Guararema - SP

(11) 4693-3799

Guararema - SP

Top

Flash ressuscita graças ao Facebook e games online

Flash ressuscita graças ao Facebook e games online

Mesmo fora do iPad e de sites como o YouTube, tecnologia da Adobe continua viva por causa de jogos de sucesso na rede social; lista inclui “Farmville”.

Como um zumbi super poderoso, o Flash não morre de vez. Mesmo não rodando na maioria dos aparelhos móveis, a tecnologia da Adobe ainda é encontrada diariamente enquanto se navega na web.

Enquanto a maioria dos sites mudou para tecnologias mais modernas como HTML5 e PHP, ainda existem algumas páginas que possuem uma grande quantidade de conteúdo disponível apenas em Flash. Com mais de 800 milhões de usuários no mundo, o Facebook é atualmente um dos principais sites na rede que ainda usam o Flash e mantém a tecnologia viva.

O Facebook em si é amplamente construído com PHP e Javascript, mas seus aplicativos mais populares, como os games “FarmVille”, “The Sims Social”,  e “Words With Friends”, foram todos criados para rodar em Flash. De acordo com o site AppData, esses jogos recebem uma média de 22 milhões de usuários por mês. Existem mais pessoas jogando “FarmVille” (e consequentemente usando o Flash) do que vivendo no estado de Nova York, que possui “apenas”19 milhões de habitantes.

Um dos maiores críticos do Flash era o cofundador e ex-CEO da Apple, Steve Jobs, que chegou até a publicar uma carta aberta em 2010 defendendo a presença do HTML5 no universo mobile. Muitos sites, como o YouTube, acabaram mudando seu formato para funcionar em aparelhos que não suportavam Flash. A maior parte do conteúdo que fez a mudança para o HTML5 é composta por tocadores de áudio e vídeo: as fabricantes de games continuam fiéis ao Flash. Isso significa que seus jogos não podem ser jogados em nenhum aparelho sem Flash, como o iPad.

Mas então por que os desenvolvedores de games relutam tanto em mudar para o HTML5? Sempre me perguntei isso e a resposta finalmente foi dada há alguns dias durante a conferência Inside Social Apps, realizada em San Francisco, nos EUA. Lá, um painel composto por CEOs e executivos importantes de várias desenvolvedoras de renome do mercado de games jogou um pouco de luz sobre a razão pela qual a indústria de games escolheu continuar desenvolvendo em Flash.

O vice-presidente de games sociais da Disney Interactive, John Spinale, explicou que o HTML5 simplesmente não estava pronto e não era capaz de fazer tudo que o Flash consegue atualmente. Depois, ele continuou dizendo que HTML5 funciona para jogos simples, mas que provavelmente não veremos títulos mais avançados aproveitando a tecnologia pelo menos durante os próximos dois anos. O CEO da Kixeye, Will Harbin, parece concordar com Spinale, afirmando que o HTML5 ainda está em seu início e não é capaz de fornecer uma experiência essencial de games.

No entanto, isso tudo não significa que o Flash nunca vai morrer. Apenas quer dizer que a web ficará presa a esse formato até que uma alternativa viável seja descoberta. O desenvolvimento do Flash já foi interrompido nos aparelhos móveis, por isso é só uma questão de tempo antes que também acabe nos desktops.

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/internet/2012/02/13/flash-ressuscita-gracas-ao-facebook-e-games-online/

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.