logo

O marketing digital maximiza os lucros e divulga a empresa com eficiência para o seu público-alvo.

Conheça os nossos serviços:

Criação de Sites

Domínios e Hospedagem

Publicação e Geolocalização

Anúncios Online

Contato AZ Sites
Para mais informações, entre em contato conosco e tire suas dúvidas. Estamos à disposição.

(11) 4693-3799

atendimento@azsites.com.br

Guararema - SP

(11) 4693-3799

Guararema - SP

Top

Redes sociais e a psicologia do relacionamento

Redes sociais e a psicologia do relacionamento

Várias abordagens da psicologia têm tratado o fenômeno das redes sociais como responsáveis pelo traço marcante do egocentrismo e isolamento social, o que tem ocasionado doenças mentais como o “vício na internet”, “depressão do Facebook”, etc.

Vemos também empresas tradicionalmente conservadoras que recusam-se a participar do crescimento das redes sociais por julgarem desnecessário ou por já terem uma cartela satisfatória de clientes.

Em contrapartida a esses dois posicionamentos, vários teóricos da psicologia social enxergam as redes como forma de integração e participação social. “O princípio é conhecido há muito tempo e é precisamente a replicação deste fenômeno ao nível de produtos e serviços que as marcas procuram reproduzir através das redes sociais online pelos seus ‘embaixadores’ – pessoas selecionadas para demonstrar e transmitir os princípios da uma marca de forma a disseminá-los pela sua rede de contatos. Estes são também dados que interessam a organismos públicos para planejar iniciativas de alteração de comportamentos”, define Jonah Lehrer na Wired.

A Amcham, por sua vez, divulgou um estudo feito junto a executivos de marketing de empresas associadas, que indica que 96% já reconhecem as redes sociais como importante canal fomentador de negócios e que 65% planejam aumentar as ações e verbas destinadas a essas ferramentas em 2012. Outros 31% dizem que manterão os aportes no nível deste ano.

O reconhecimento ainda é um tabu para os “não usuários”. Entretanto, cada vez mais os especialistas estão percebendo que não se trata de uma rede de tecnologia, mas de relacionamento, e que não usar é quase impossível. As crianças que nascem hoje não sabem o que é viver sem essa forma de relacionar, assim como muitos de nós não sabem o que é viver sem luz. Isolamento, egoísmo, egocentrismo e narcisismo são problemas sociais existentes independentemente das redes virtuais. Será que através delas esses problemas não estão apenas tornando-se expostos?

Quanto às empresas conservadoras, o caminho é irreversível. Estamos cada vez mais perto do “ou se relaciona onde os clientes estão ou não se relaciona”.

Fonte: http://www.blogmidia8.com/2012/03/redes-sociais-e-psicologia-do.html

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.